Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \27\UTC 2007

Galera, este post é para mostrar como vão indo os meus primeiros bonsai. São eles, na ordem das fotos e de aquisição: Primavera (Bougainville), Azaléia, Junípero procumbens (túia jacaré), Fícus e Jabuticabeira.

Esses foram os primeiros bonsai da minha coleção. A Primavera e a Azaléia foram comprados primeiro, como mudinhas insignificantes custando R$2,00… Depois veio o junípero quase um mês depois, com o qual pretendo fazer uma cascata, usando o galho da direta e conduzindo-o para baixo… No comecinho deste ano comprei o Fícus e a Jabuticabeira, que está desenvolvendo uma ramificação magnífica. No próximo verão vou desfolhar completamente a Jabuticabeira para tirar algumas fotos somente dos galhos, poder estudar melhos o desenvolvimento e aumentar ainda mais a ramificação. Quanto ao Fícus, esta primavera (estação do ano) está fazendo bem demais a ele… Brotação para todo lado, então vou pinçando os brotos terminais e conseguindo uma diminuição drástica no tamanho das folhas, assim como uma ramificação bem interessante para o próximo ano. No verão devo desfolhá-lo parcialmente…

Anúncios

Read Full Post »

Serissa Mame antes e depois

Pessoal, essa é para atualizar a imagem da minha serissa mame, que postei aqui já faz algum tempo. Na época ela estava assim:

O tempo foi passando, eu adubei logo no início da primavera com adubo em grãos… Acredito que alguns grãos estouraram, resultando na queima de algumas raízes, debilitando a planta e ocasionando a morte de quase todo o galho que descia em cascata. A solução poderia ter sido podar abaixo da última folha restante ou acabar completamente com o galho… Como a estrutura do bonsai permitia a segunda opção, acabei decidindo ter um moyogi (vertical informal) mesmo… E aí ele ficou assim:

Foi uma série de medidas que permitiram salvar este mame. O outro mame que fazia parte da mesma planta original (haviam sido separadas ao nível da raiz) não resisitiu aos mesmos sintomas e morreu. Mas aprendi muito com isso: com mames, evitar a qualquer custo adubo químico e usar adubação orgânica, pelo menor risco de hyper adubação, pois dependem de microorganismos que geram os nutrientes. Então daqui para frente passarei a usar apenas esse tipo de adubo em todos os meus bonsai. Torta de mamona, farinha de osso, etc. Vamos ver como reagirão…

Read Full Post »

Bom pessoal , essa é a minha modesta instalação:

Essa é a janela do quarto. Nela dá para ver, da esquerda para a direita:
Serissa, florestinha mame de serissa, sharinbai, zelkova, serissa mame, uma mudinha de ficus logo atrás, dois áceres e uma cryptomeria. 

Essa é a janela da sala:
Fícus, jaboticabeira, mudas de serissa e azaléia, tuia dourada, junípero procumbens, shimpaku, bougainville e azaléia. 

Ainda tem algumas outras mudas e árvores em escorredor que estão na área de serviço, onde pegam pouco sol direto, mas tem muito boa luminosidade e umidade… A gente faz o que pode, mas a paixão é grande demais… O díficil é me convencer de que não tem mais espaço… Estou pensando em levar algumas para o sítio dos meus pais (aquelas que estão bem encaminhadas) e montar mais alguns… Impossível curar com esse vírus chamado bonsai…
Abraços a todos!

Read Full Post »

Ontem minha Serissa Han-kengai (semi-cascata) abriu suas flores. Não podia deixar de bater algumas fotos e postar aqui.

Hoje ela deve abrir mais umas 15 flores. Vai fazer juz ao nome de árvore das mil estrelas…
Abraços a todos!

Read Full Post »

Manifesto pelo planeta

Read Full Post »

Sharinbai

Finalmente, depois de longos meses consegui descobrir o nome desta planta que me foi dada de presente pela D. Emiko Nakahara, do Horto Conquista. É um Sharinbai (ela haiva me dito o nome, mas não sabia a grafia correta e não encontrava nenhuma informação.

O nome científico: Rhaphiolepis umbellata
Nome japonês: Sharinbai
Nome nos EUA: Yeddo hawthorn (Lá também se encontra em viveiros a Indian hawthorn, mas essa é a Rhaphiolepis indica e tem flor rosa)
Família: Rosáceas
Origem: Japão e Coréia
Atinge até os 1,5m, desenvolvimento arbustivo
Folhas: perenes, verde-escuras. Possuem uma cor verde-acinzentada quando novas
Luz: Pleno sol a meio-sombra
Clima: aguenta até -15ºC
Solo: bem drenante

Estava num saquinho e quando o rasguei vi que tinha lindas raízes ideais para um estilo neagari. Assim fiz e assim vou trabalhando a planta, mantendo um aspecto rústico, que me parece mais interessante do que a estilização mais clássica, com galhos descendo, etc. (afinal, regras foram feitas para serem quebradas…).
Mas não conseguia achar em nenhum lugar qualquer informação sobre ela, nome científico ou qualquer outro dado.  Numa floricultura encontrei a mesma planta com o nome de Flor-de-china, mas no google isso dá numa árvore completamente diferente, com flores amarelas e grandes. Então também não é isso… Ela dá uma florzinha branca pequena, frutos pretinhos também pequenos e tem folhas levemente carnudas.
Ontem (11 de outubro de 2007) postei no Fórum do Atelier do Bonsai e o Nick me ajudou a identificá-la. Daí postar aqui também, para caso algum de vocês tenha uma delas. Esse foi um presente e tanto da D. Emiko.

O legal dessa planta é que, antes dela, tinha um pouco de receios de tentar o estilo neagari (ainda muito o que aprender…). Quando vi as raízes, não resisiti e deu bastante certo: ela brota que é uma beleza, adora sol (mesmo o dos últimos tempos, quente e seco) e gosto mais ainda dela por se tratar de um presente.
E qualquer idéia de estilização é muito bem vinda.
Abraços a todos.

Outras fotos:

Abraços a todos

Read Full Post »

 

É a primeira vez que tento um procedimento para engorda de caule de bonsai plantando-o em escorredor. No último sábado, fui visitar a floricultura ao lado da igreja matriz no centro de Friburgo e me deparei com este manacá com um nebari fantástico já bem desenvolvido.

Não dá para ver na foto (me esqueci de tirar uma antes), mas a planta já tinha uns 1,2 metros. Normalmente essas mudas são feitas para reflorestamento, paisagismo, etc. Por isso é importante que tenham folhas grandes e um excelente desenvolvimento apical, para formar árvores frondosas e robustas. Para o bonsai é o contrário: queremos ter folhas pequenas e brotação baixa. E essa tinha os dois, como dá para ver na foto. Provavelmente seria descartada por paisagistas… Além da brotação baixa, excelente formação de raízes e folhas pequenas, ainda tinha um broto muito bem localizado um pouco mais alto que poderia ser transformado no novo ápice!!! É demais e custei a acreditar na minha sorte. Custou apenas R$ 15,00. O único senãozinho era o caule um pouco fino para a altura desejada. Por isso decidi plantar em escorredor de macarrão para acelerar seu desenvolvimento e também deixei os raminhos baixos para ajudar no processo.

Detalhe do nebari:

 

Antes de plantá-lo, seria preciso podar a raiz pivot e usar um calço para deixar as raízes bem no formato de estrela. Ontem eu encomendei uma pizza e onde compro a caixa tem um calço de plástico com pezinhos (veja na foto) que é fantástico para isso.

Detalhe da poda de raízes:

Detalhe do calço utilizado e depois colocado:


Depois disso bastava prender bem a planta para forçar um desenvolvimento lateral das raízes e depois cobrir com substrato (inclusive o nebari). O substrato utilizado é composto de 20% terra vegetal, 15% de pedriscos e 65% de areia para gato (marca absorsol), que continuo experimentando (se isso der errado, vou perder, pelo menos dois bonsai…

Read Full Post »

Older Posts »